Pressão: tudo o que você precisa saber

O funcionamento de um sistema de refrigeração depende principalmente das diferenças de pressão dentro do sistema. Por isso é fundamental ter um bom entendimento desse conceito físico.

Pressão é a forca exercida sobre uma determinada área.

pressão = Forca/ área

A própria atmosfera, constituída de gases cujas moléculas se agitam termicamente, exerce uma pressão. Ela foi medida pela primeira vez pelo cientista italiano Evanglista Torricelli, ao realizar a seguinte experiência:

ele encheu de mercúrio – um metal líquido que pesa aproximadamente 0,0136 kg por cm3 – um tubo de aproximadamente 1 metro de comprimentos e 1cm2 de seção, fechado numa das extremidades. O tubo foi tampado e colocado de cabeça para baixo numa bacia, contendo mercúrio

esquema do barômetro de torricelli
Esquema do barômetro de Torricelli até hoje muito utilizado para medir pressão atmosférica

Ao destampar o tubo, sob o efeito do seu próprio peso, todo o mercúrio contido nele deveria escorrer para a bacia, esvaziando o tubo. Entretanto, Torricelli observou que o mercúrio só descia até formar uma coluna de 76 cm de altura dentro do tubo.

Chegou explicação que a pressão atmosférica, agindo sobre a superfície livre do mercúrio na bacia, equilibra o peso do mercúrio no tubo, impedindo seu escoamento.

A partir dessa experiência Torricelli estabeleceu que a pressão atmosférica normal (1 atm) equivale a pressão exercida por 76 cm de mercúrio. Como o símbolo químico de mercúrio é  Hg, a seguinte relação válida:

1 atm = 76 cm Hg = 760 mm Hg

Hoje em dia 1 mm Hg também é chamado de 1 Torr (em homenagem a Torricelli).

Fazendo uma conta rápida, vemos que uma coluna de 76 cm de altura de mercúrio, com seção de 1 cm2, tem 1,033 kg de mercúrio:

0,0136 kg/ cm3 x 76 cm3 = 1,033 kgf

Assim, a pressão de 1 atm corresponde, portanto, a 1,033 kgf/ cm2.

Para operar no sistema inglês, comumente usado na refrigeração, basta transformar kgf para libra (“Pound”) e cm2 para polegada quadrada (“square inch“), obtendo-se 14,22 lb/pol2. Note que em inglês a unidade de medida será pounds/square inch, o conhecido psi:

1 atm = 76 cm Hg = 760 mm Hg = 1,033 kgf/ cm2 = 14,22 psi

Pressão manométrica

Usando um manômetro obteremos a pressão manométrica, que pode ser positiva, quando mede pressões maiores que a atmosférica, ou negativa, quando mede pressões menores do que a atmosférica. Normalmente quando nos referimos a pressão em refrigeração estamos falando da manométrica

vista de um manômetro para medir pressão
Vista de um manômetro para medir pressão normalmente utilizado na refrigeração

Pressão absoluta

É importante perceber que ela não corresponde a pressão total (também chamada de pressão absoluta), pois o manômetro marca valor zero quando a pressão é igual a atmosférica. Para obter-se a pressão absoluta é necessário somar a pressão manométrica com a pressão atmosférica.

Pressão estática

É a pressão que um fluído em movimento exerce sobre uma superfície que o contém. O ar dutado, por exemplo, exerce pressão estática sobre a parede dos dutos.

Pressão dinâmica

É a pressão que ocorre devido a um movimento de um fluído e é igual ao produto da massa volumar do fluído pela metade do quadrado da velocidade. Conhecida também como pressão de impacto. Para proporcionar ao ar movimento necessário para sua circulação deve-se, devido a sua inércia, exercer sobre ele uma determinada força ou pressão que é a dinâmica.

Pressão total

Soma das pressões estática e dinâmica.

Para todos os fluídos, uma pressão maior significa uma temperatura de ebulição mais alta, enquanto uma pressão menor leva a um ponto menor de ebulição. O refrigerante R-22 ferve a -40,5o.C na pressão atmosférica normal (0 PSIG). A uma temperatura ambiente de 24o.C nenhuma chama é necessária para gerar a ebulição pois existe calor suficiente no ar para nisso.

Para que o R-22 evapore na temperatura prática necessária para resfriar o ar em um sistema de conforto, ele deve ter sua pressão aumentada. Num aparelho condicionador de ar uma temperatura de saturação no evaporador (ponto em que o R-22 evapora) é de aproximadamente 4,4o.C. Para isso o refrigerante precisa estar aproximadamente a 68,5 PSIG.

A pressão no sistema é que determinará a temperatura de saturação do refrigerante, ou seja o ponto em que ele entra em ebulição e evapora.

Unidades de pressão

Segundo o sistema internacional de medidas (S.I.) a unidade de força é o NEWTON (N) e a unidade de área é o metro quadrado (m2).

Como pressão é a força exercida P= F/A segundo o S.I. é N/m2 que recebe o nome de Pascal (PA).

Exemplo: 1 N/m2 = 1PA

No antigo sistema C.G.s. a unidade de força é o dina ( DYN ) e a unidade de área é o centímetro quadrado (cm2). A unidade de pressão nesse sistema é o DYN/cm2 que recebe o nome de Bária (BA).

No sistema MK*S (técnico), a unidade e o quilograma força (kgf), e a unidade de área e o (m2). A unidade de pressão nesse sistema e o kgf/m2.

Ainda, nesse sistema, se tivermos 1 kgf/cm2 essa unidade recebe o nome de atmosfera técnica absoluta (ATA).

Há outras unidades de pressão que, apesar de não pertencerem a nenhum sistema de unidade são usadas na pratica: atmosfera (ATM), metro da coluna de água (m/H2O), milímetro de mercúrio (mm Hg), Torricelli (Torr), etc.

Tabela de conversão entre as diferentes unidades de medida de pressão
Tabela de conversão entre as diferentes unidades de medida de pressão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.