Oficinas que reciclam o R12 para uso em ar-condicionado de carros

Os carros com ares-condicionados mais antigos ainda utilizam R-12 como gás refrigerante. Ao chegar o verão, com suas altas temperaturas, muitas vezes o dono do veículo percebe que o ar-condicionado não está funcionando bem e não refrigera adequadamente. É preciso fazer uma recarga de gás. E quando ele leva o carro numa oficina conhecida, muitas vezes acaba sendo surpreendido por ela não mais fazer a recarga com R-12.

O motivo disso estar acontecendo é que o Brasil é signatário do Protocolo de Montreal, um esforço mundial para recuperar a camada de ozônio através da eliminação dos gases CFCs, do qual o R-12 faz parte.

O esforços para a recuperação da camada de ozônio realizados através do Protocolo de Montreal tem se mostrado bastante eficientes. Desde quando foi criado, em 2002, o ano passado, já foram aplicados mais de US$ 12,6 milhões no Plano Nacional de Eliminação de CFCs, sendo que, deste montante, US$ 2 milhões foram investidos na compra de 360 equipamentos que fazem a reciclagem do CFC R-12, distribuídos para as oficinas especializadas em ar-condicionado para carros. O valor aplicado também envolveu treinamento dos técnicos, iniciados em 2005 e concluídos em maio deste ano.

Para cadastrar essas oficinas, a portaria 121, do Ministério do Meio Ambiente, estipulou que essas empresas prestassem serviço em ar-condicionado para carros, que fossem constituídas até  31 de junho de 2003, fossem cadastradas junto ao IBAMA e tivessem um consumo mínimo de 50 kg/ano. Hoje a doação de equipamentos está finalizada.

Com isso o segmento de serviços em ar-condicionado para carros ganhou visibilidade desde a implantação do programa, aumentando a busca pela excelência no atendimento e melhores práticas para minimizar os efeitos nocivos no meio ambiente. Paralelamente houve uma diminuição das oficinas capazes de fazer a recarga com R-12, pelo menos dentro da lei.

Por outro lado, surgiu um mercado para contrabandear o gás R-12 – gás não fabricado no Brasil – para as oficinas que não receberam as recicladoras por não estarem de acordo com o estabelecido na portaria 121 do Ministério do Meio Ambiente. Desde 2007 o R-12 teve a fabricação e importação proibida, salvo para a fabricação de remédios, ate dezembro de 2009.

Fotos de gás refrigerante CFC R-12 contrabandeado em embalagnes falsificadas de HFC-134A

Ao fazer a recarga no ar-condicionado do seu carro em uma dessas oficinas que usam R-12 contrabandeado, além de possivelmente danificar o meio ambiente você pode ficar com seu carro retido e a responder inquérito caso haja uma fiscalização do IBAMA nessas oficinas e seu carro esteja nelas.

Por isso procure sempre fazer a recarga em um dos centros autorizados a recolher e reciclar o R-12. Consulte a listagem abaixo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.