Portal da Refrigeração
Google
Feeds do Portal da Refrigeração Portal da Refrigeração também  está no Twitter Veja os vídeos do Portal da Refrigeração sobre ar-condicionado e refrigeração no YouTube

Vale a pena alugar ar-condicionado, frigobares, ar split, TV LCD, etc.


Embora o tamanho do mercado de aluguel de ar-condicionado, aparelhos de refrigeração e equipamentos em geral corresponda apenas a 3% dos aparelhos comercializados no Brasil, empresas como Colortel, RenTV, Locatudo, etc.. apresentam um crescimento contínuo e ininterrupto no número de aparelhos alugados bem como uma alta taxa de rentabilidade anual comparada com vários outros ramos de mercado..

Existe uma crescente procura pelo aluguel de ar-condicionado e aparelhos eletroeletrônicos por parte de pessoas jurídicas porque num primeiro momento elas acreditam que obtenham uma maior rentabilidade alugando os aparelhos ao invés delas próprias cuidarem da administração deles, o que significa comprar, consertar quando necessário e trocar por novos ao fim da vida útil deles.

Em alguns casos alugar aparelhos é melhor apenas para a empresa que presta esse serviço...

No entanto, como as empresas que alugam aparelhos apresentam uma alta taxa de rentabilidade, em alguns casos superiores a 20% ao ano, isso mostra que ou elas trabalham com muito mais eficiência do que um hotel, por exemplo, teria ao administrar seus próprios aparelhos ou então nem sempre vale a pena alugá-los. E conforme veremos, a resposta é exatamente essa: nem sempre vale a pena alugar aparelhos; em alguns casos é mais rentável ser o proprietário deles e administrá-los.

Para entender porque só em alguns casos e tipos de aparelhos específicos vale a pena alugar, primeiro temos de entender como as empresas de locação de aparelhos trabalham.

Como uma empresa de aluguel de ar-condicionado e outros aparelhos trabalha

As empresas de locação como Colortel, RenTV, etc..., procuram sempre comprar os aparelhos junto aos fabricantes, pagando preços próximos aos pagos pelas redes de varejo como Ponto Frio, Casas Bahia, Insinuante, etc. Em geral pagam um pouco mais caro do que essas redes pois compram um volume menor. Só em raros casos, normalmente para atender uma emergência de um cliente, compram os aparelhos nas lojas de varejo.

As empresas de aluguel de aparelhos procuram não manter estoques. Costumam comprar os aparelhos apenas após a assinatura do contrato de locação pelo cliente, junto ao fabricante, que em muitos casos demora quase um mês para entregá-los. Por isso é costume para quem aluga aparelhos só recebê-los com cerca de um mês da assinatura do contrato.

O contrato tem um prazo mínimo (em geral entre 24 a 36 meses) que visa exatamente a pagar o custo dos aparelhos e dar algum lucro à empresa. Na média o valor mensal do aluguel custar entre 3 a 6% do valor de compra do aparelho. O restante do lucro vem do aluguel e da venda do aparelho, usado, cujo preço pode ainda chegar a 60% do valor de um aparelho novo correspondente nas lojas. A venda do aparelho usado pode ser feita em lojas específicas, através de leilões ou através de um leasing "disfarçado" pois nenhuma empresa de locação legalmente pode fazer leasing dos aparelhos alugados pois não são instituições financeiras.

As empresas de aluguel costumam embutir em seus preços custos de instalação dos splits, por exemplo, para dificultar que um possível cliente verifique se é mais rentável para ele alugar ou comprar os aparelhos. Da mesma forma isso é feito com suportes, acabamentos, etc..

A forma como adquirem os aparelhos dos fabricantes é bastante interessante pois o ramo de aluguel de aparelhos tem características próprias:

  • se a empresa está crescendo muito, alugando muitos aparelhos, ela fica com o fluxo de caixa comprometido e a rentabilidade costuma cair. Em muitos casos ficam sem recursos para pagar os aparelhos junto aos fabricantes em prazos de 30/ 60/ 90 dias, por exemplo. Com isso apelam para comprar os aparelhos através de leasing. Como já estão com o contrato do cliente assinado, basta tornar o valor do aluguel superior ao valor mensal que pagam pelo leasing para obter lucro. E isso não é nem um pouco difícil. Quase todos os bancos fazem leasing para que as empresas de aluguel de aparelhos comprem-nos. Bradesco, Itau, Santander - Real, Safra, etc.., são comuns. E a maior parte dos fabricantes vende aparelhos por leasing: Philips (Walita), Whirlpool (Consul e Brastemp), Springer Carrier, Gree, etc. O mais interessante é que tantos os bancos quantos os fabricantes de aparelhos podem trabalhar com leasing com sua empresa também se você decidir adquiri-los ao invés de alugar;
  • por outro lado, se a empresa de aluguel de aparelhos não está crescendo em números de aparelhos alugados, ela tende a ter um bom dinheiro em caixa, uma alta rentabilidade e pode comprar os aparelhos a vista, se obter descontos significativos.

Se as empresas de aluguel de ar-condicionado fizerem a manutenção dos próprios aparelhos, sem custo adicional para o cliente, elas procuram ser "serviços autorizados" dos fabricantes dos quais compram aparelhos. Isso reduz o custo das peças de manutenção deles além de facilitar o conserto em garantia. Na maior parte, mesmos sendo "serviços autorizados" elas não consertam aparelhos de terceiros dentro ou fora de garantia.

Para outros itens de manutenção que elas não são autorizadas, elas costumam comprar no atacado e barateiam o custo. O principal mercado fornecedor tanto de eletrônica quanto de refrigeração é São Paulo.

Se as empresas de aluguel de aparelhos por contrato se obrigam a trocar os aparelhos que não conseguem consertar de imediato, elas costumam manter um estoque deles parados para realizar essa troca. Esses aparelhos que ficam de stand-by para serem trocados podem ficar dentro da empresa de aluguel ou em alguns casos, dentro do próprio cliente. É apenas uma questão contratual onde eles ficarão. Para ter uma ideia, a quantidade de aparelhos de stand-by, independentemente de onde estejam, varia de menos de 1% a 10%. Em casos de aparelhos eletrônicos como televisões, chega a menos de 1% mas em casos de splits muitas vezes passa de 10%.

A tabela abaixo dá uma noção dos preços que podem ser praticados por uma das empresas de aluguel de aparelhos para diferentes modelos de ares-condicionados e splits. Repare que existem diferentes faixas de preços. No caso do split o custo da instalação já está embutido no preço.

Tabela de preços de aluguel de ar-condicionados e splits praticados por uma  das empresas de aluguel de aparelhos

Próxima

Share |
comments powered by Disqus
Consulte aqui seu_nome@email.refrigeracao.net
Google

Portal da Refrigeração e ar-condicionado - Política de Privacidade - diHITT - Notícias

Sites Parceiros:
Eletrodomésticos Fórum - site parceiro 
				do Portal da Refrigeração